terça-feira, 7 de setembro de 2010

Eu não recomendo

Mais uma republicação de meu blog... Essa é de 2009.
Bem oportuno para o dia!

Sabe aquela expressão? Para cada sim, existe um não!
Essa é uma verdade para nossas escolhas na vida, assim como nosso posicionamento a respeito de qualquer tema, inclusive os polêmicos.
Mas há muita gente que prefere não opinar, ou pior não escolher por nenhum dos lados quando se trata de assuntos complexos.
Em um livro que NÃO RECOMENDO ler (e por isso nem vou citar o nome) o autor aconselha que você não seja assim tão "opinioso" porque isso afasta as pessoas. Ele ainda diz que não devemos fazer críticas pois você perde a confiança do outro.
É a mesma coisa que dissesse: - Mesmo que eu estiver errado, continue me apoiando e sendo omisso.
Eu prefiro a postura defendida pelo psiquiatra Paulo Gaudêncio: o amigo fala pra mim , o inimigo fala de mim.

E quanto a abordar temas difíceis na escrita, creio que seja uma habilidade a ser desenvolvida que exige sensatez para expor com clareza os argumentos de um dos lados, que nem todas as pessoas conseguem desenvolver.
Mas refletir: isso NUNCA, nunca deixar o outro pensar por você.



quarta-feira, 25 de agosto de 2010

A existência de Deus em minha vida : ANITA


Esse é meu mais novo tesouro: ANITA VIEIRA VERDIERI

Seus chutes e brincadeiras dentro da minha barriga me mostram como a vida é linda !

sexta-feira, 25 de junho de 2010

LOST Especial

Para quem me conhece, sabe o quanto sou fãzona de LOST.
Então, nesse mês de junho, fiquei muito feliz por escrever uma produção especial sobre o fim da série para a revista cultural OLHAR ALTERNATIVO, da qual sou colunista.
Para minha sorte a matéria virou tema de capa.

Então, curta aí:
É necessário cadastro para acessar a revista em PDF

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Criatividade em imagens


Que calendário Pirelli, que nada!
A agência Butter escolheu para a fabricante japonesa de monitores médicos Eizo, modelos bem originais para as novas páginas de um calendário no mínimo curioso.


Foto: BUTTER/ Agentur für Werbung GmbH /BBC Brasil

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Originalidade na escrita

Tenho tanta facilidade em copiar o que os outros dizem, que originalidade no tempo em que vivo parece não ser algo muito requisitado. Tem Google, Wikipedia, Modelo do Word e por aí vai.

Originalidade na escrita para mim não parte de origem. Parece impossível escrever sem ter raízes em escritores lidos. Mas é como uma flecha contra a produção cômoda e rápida.

Originalidade para meus olhos é uma cirurgia minuciosa, um trabalho bem feito, detalhadamente elaborado. Por isso que não acredito muito em escritores que publicam livros a cada seis meses. É uma opinião que vai bater de frente com a lista dos mais vendidos, e é chata de ser defendida, pois ninguém abre mão de suas leituras prediletas, but...

É certo que as produções dos bons escritores são uma linha crescente, que aponta para a maturidade,e não quer dizer que as primeiras publicações sejam ruins. Eles parecem que vão delineando suas obras até explodir com um bestseller, e a partir daí o leitor percebe que a originalidade sempre esteve na sua produção.

Mas, sabe nem quero dar muitas explicações. Eu simplesmente estou deletando cópias e buscando meus preceitos, porque se todos forem iguais, perdemos nossa identidade. Campanha Seja Original, rsrs...

Escolhi essa imagem para ilustrar esse post... Está entendido?

terça-feira, 22 de junho de 2010

Receita para o inverno


Criciúma, dia 22 de junho de 2010.
Está fazendo um frio de estremecer aqui no sul.

RECEITA : Se puder, enrole-se em um cobertor bem quentinho, com chocolate quente e guloseimas por perto.
Se não tiver sono, deixe um bom livro por perto.

Era tudo que eu queria !!

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Em choque: Falecimento de José Saramago

Fonte: Terra

Morreu nesta sexta-feira (18) o escritor português e prêmio Nobel de literatura José Saramago, aos 87 anos, em sua casa, na cidade de Tías, Lanzarote, Espanha.
José Saramago havia tido uma noite tranquila e a morte ocorreu por volta das 8h desta sexta-feira, após tomar seu café da manhã ao lado da mulher, a tradutora Pilar del Río. Eles estavam conversando quando o escritor começou a sentir-se mal e logo depois faleceu.
José de Sousa Saramago nasceu na aldeia portuguesa de Azinhaga, província de Ribatejo, no dia 16 de novembro de 1922, embora no registro oficial conste o dia 18. Filho dos camponeses sem terra José de Sousa e Maria da Piedade, mudou-se para Lisboa aos 2 anos, onde viveu grande parte de sua vida.

_______________

Estou sem palavras: em choque.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Assim ó


Assim ó:
Eu sempre gostei dessas figurinhas, e de desenhos bonitinhos
E dessa gente que faz arte.. e é latino
Não o cantorzinho de bigode que não tem mais bigode
Shakira é colombiana, Borges é Argentino, Neruda é chileno e mais, muito mais...
Essa ilustração é de Monica Fernandez, e está no site Ilustradores Colombianos
Assim ó... eu gosto dessas coisas de arte

terça-feira, 1 de junho de 2010

Proteste >>> Reportagem do CQC sobre biblioteca em SP

PROTESTE JÁ - Vídeo do CQC - Rede Bandeirantes


Para todos aqueles que se preocupam com a educação, com a importância da leitura, da pesquisa irão ficar surtados, como eu, ao ver esse vídeo sobre a Biblioteca da Universidade de Direito de SP.

É de se revoltar com a situação!!

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Coleção clássicos da literatura

A Editora Abril lançou recentemente a Coleção Clássicos, que é formada por 35 obras da literatura mundial. Todos ótimos livros!

A compra pode ser feita pelo site da Editora Abril >> EDITORA ABRIL

O valor informado no site para a coleção é de R$ 430,00 para compra de todos os volumes, e de R$ 14,90 para volumes avulsos.

Para admiradores da literatura, mesmo que não optem em comprar todos os livros, vai aí uma lista de boas leituras:


Clássicos Abril Coleções

Crime e Castigo I - Vol. 01
Crime e Castigo II - Vol. 02
Madame Bovary - Vol. 03
O Retrato de Dorian Gray - Vol. 04
Memórias Póstumas de Brás Cubas - Vol. 05
A Divina Comédia - Vol. 06
Os Sofrimentos do Jovem Werther - Vol. 07
O Engenhoso Fidalgo D. Quixote I - Vol. 08
O Engenhoso Fidalgo D. Quixote II - Vol. 09
Hamlet, Rei Lear e MacBeth - Vol. 10
Ilusões Perdidas I - Vol. 11
Ilusões Perdidas II - Vol. 12
Orgulho e Preconceito - Vol. 13
O primo Basílio - Vol. 14
Moby Dick I - Volume 15
Moby Dick II - Vol. 16
O falecido Mattia Pascal - Vol. 17
O homem que queria ser rei e outras histórias - Vol. 18
Os Lusíadas - Vol. 19
A Metamorfose - Vol. 20
Outra volta do parafuso - Vol. 21
O assassinato e outras histórias - Vol. 22
O morro dos ventos uivantes - Vol. 23
Mensagem - Vol. 24
Coração das trevas - Vol. 25
O vermelho e o negro - Vol. 26
Cândido - Vol. 27
Os Malavoglia - Vol. 28
Os Sertões I - Vol. 29
Os Sertões II - Vol. 30
Contos de amor, de loucura e de morte - Vol. 31
Infância - Vol. 32
Grandes Esperanças - Vol. 33
No caminho de Swann - Vol. 34
Odisséia - Vol. 35

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Acontece em Criciúma DIA 27/05 QUINTA-FEIRA

Projeto Leituras Públicas com Grupo Priscila Leonor Espaço de Arte (Criciúma/SC)


Declamação e interpretação de textos extraídos da Coleção Cadernos de Autorias (Livro dos Começos e Lápis de Vento), publicados pelo SESC Santa Catarina.

Acontece:

27/05/2010 - quinta-feira - das 20:00 às 21:00
Local: Teatro SESC Criciúma

ENTRADA GRATUITA!

sexta-feira, 30 de abril de 2010

LOST

Para os fãs da série como eu :

Fãs de ‘Lost’ se reúnem em São Paulo para debater final da série
FONTE: GLOBO.COM

Será a terceira, e última edição do evento batizado como ‘Dharma day’, que também aconteceu na cidade nos últimos dois anos.

Os organizadores prometem convidar blogueiros e integrantes de grupos de discussão da série na internet.
“Por ser o fim da serie, os mistérios mais pertinentes terão sido esclarecidos, ou não ,mas os que forem vão ser debatidos, saber o que o pessoal gostou, o que mudaria, etc. Além disso, queremos falar do que ‘Lost’ trouxe para a TV mundial e cultura pop em geral”, explica ao G1 Fábio Hofnik, um dos organizadores.

A 6ª e última temporada de "Lost" é exibida no Brasil pelo canal fechado AXN. A transmissão do último episódio irá ao ar em 25 de maio, dois dias depois da exibição americana.

Saiba mais informações do evento abaixo:
Dharma day 3
Quando: 30 de maio, a partir das 14h
Onde: Livraria da Vila - Shopping Cidade Jardim - São Paulo
Quanto: Entrada livre
Informações: www.dharmaday.com

terça-feira, 30 de março de 2010

Gratidão

Ganhei um presente de Deus !!!

Mais que palavras

(Marcos Witt)




Quero expressar minha gratidão
a ti que me tens dado tudo
uma oração não bastaria
nem o tempo de toda uma vida


É mais que palavras,
e é mais que uma canção


Quero viver agradecido

 em tudo o que sou
que haja sempre a paixão
de amar-te com minha vida inteira

porque é mais que palavras,
e é mais que uma canção

sexta-feira, 12 de março de 2010

Morte de Glauco Villas Boas :(


A última tirinha do cartunista Glauco Villas Boas trata sobre violência. Glauco e seu filho Raoni (25 anos) foram assassinatos na última madrugada. LAMENTÁVEL PERDA...
Suas criações mais famosas
Fonte: Site TERRA

Casal Neuras

Outra tirinha de sucesso de Glauco é o Casal Neuras. Criado em 1984, o casal é baseado no primeiro casamento do cartunista. Os personagens são "uma mulher que não é mais submissa e por um homem com pose de liberal, mas que morre de ciúmes dela". O site oficial afirma que o casal foi a forma do autor exorcizar o fantasma do machismo.

Dona Marta

Educada à maneira antiga, Dona Marta, ao ver que não arrumaria namorado, "passou para o ataque". Criada em 1981, junto com Geraldão, a personagem não importa quem seja, mas ataca o chefe, o entregador, ou quem estiver passando. O site do cartunista afirma que a personagem é baseada em uma amiga de Glauco que "até hoje, não sabe que virou desenho".

Zé do Apocalipse

O site de Glauco descreve Zé como o "profeta brasileiro", que acredita que o Brasil é "o berço de uma nova raça, a terra do novo milênio" e fica difundindo suas ideias em praça pública. O personagem é baseado em um amigo do cartunista que vive em uma comunidade alternativa.

Doy Jorge

O personagem é inspirado na noite paulistana e uma crítica ao consumo de cocaína: o personagem é um roqueiro malsucedido que usa drogas pesadas. Pelo conteúdo pesado, Doy Jorge estreou nos anos 80 nas revistas de Glauco e depois passou à Folha.

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Exposição Drummond

No Shopping Criciúma está em exposição 16 obras do artista plástico Fernando Lindote, que tem como tema o poeta Carlos Drummond de Andrade.

Como considero este meu escritor nº1, fui conferir a mostra que é uma iniciativa do SESC/SC.


Quem esteve lá nos primeiros dias, pode ainda ganhar um livro da Coleção de Autoria do SESC,da qual também faço parte.






quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Anne Geddes : livro novo

A famosa fotógrafa australiana Anne Geddes está com livro novo. Ela já vendeu milhões com suas imagens de bebês com várias fantasias.

E agora, nesse livro chamado SEJA DELICADO COM OS PEQUENOS, ela fotografou os pequeninos envolvidos em flores.

anne guedes

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Literatura na passarela do samba

Com uma ótima ideia de samba, no Rio de Janeiro, a Escola de Samba Acadêmicos do Salgueiro irá mostrar na passarela a evolução da literatura mundial com o tema Histórias Sem Fim.

Apesar de torcer para outra escola, reverencio a iniciativa!Esse desfile eu não perco!

Para quem se interessou, o Salgueiro é a quinta escola a desfilar no domingo (14/02).

CIF

SINOPSE : SALGUEIRO 2010

FONTE: SALGUEIRO

HISTÓRIAS SEM FIM

"Dos diversos instrumentos do homem, o mais assombroso é, sem dúvida, o livro. Os demais são extensão do seu corpo... mas o livro é outra coisa, o livro é uma extensão da memória e da imaginação"
(Jorge Luís Borges)

m dia, Johannes Gutemberg sonhou que queria ser livre, que queria ser livro. Queria ser palavra escrita, mudar o rumo da História. Ser história. Inquieto e curioso, começou a transformar seu sonho em realidade na Alemanha do século XV, quando pressionou o último bloco de chumbo sobre o papel e colocou o ponto final em sua obra-prima: a Bíblia impressa.
- Deem-me 26 cavalinhos de chumbo e eu conquistarei o mundo!
Conquista pelas palavras e pelos livros, agora impressos a partir de seus inventos e criações. Ficavam para trás rudimentares papiros, tipos chineses, pergaminhos, códices e os inacessíveis manuscritos copiados à mão por monges medievais. Os tipos móveis sujos de tinta, que um dia fizeram parte de seus sonhos, imprimem páginas de um novo e importante capítulo. A primeira impressão, que ficou para a eternidade.
Estava aberto o portal para a divulgação de ideias e ideais que passaram a ser difundidos mundo afora. Senha para o início da era dos grandes livros, das maravilhosas Histórias Sem Fim!
Mãos e máquinas à obra! As páginas impressas resgatam o passado glorioso de impérios erguidos sob o signo da compaixão e da fúria de herois, mitos e deuses. Feitos épicos imortalizados em Epopeias que exaltam valores e virtudes de civilizações. As mesmas palavras edificadas às glórias humanas também descrevem o renascer de uma era, personificada na figura de um cavaleiro errante. Os moinhos de vento sopram os ares da esperança, guiando o homem a uma jornada espiritual rumo ao paraíso, por tortuosos caminhos...
... que conduzem o leitor às intrigas dos nobres encastelados e as revoluções da plebe nos poderosos reinos do velho mundo. Enredos de delírios de reis e rainhas, das tramas de um triângulo formado por donzelas, cavaleiros e cortesãs. É o tempo dos herois de capa e espada, dos duelos em nome do coração da bela dama. Abrem-se as páginas de um romântico jogo de olhares na cena de um vilão cínico. Ligações perigosas descritas com minúcia em textos que revelam juras secretas, pactos, ódios, romances proibidos, suspiros, promessas de amor eterno...
... que vão influenciar a literatura de um novo mundo, traduzida na face da fidalga portuguesa enamorada pelo nativo. Está consumado o enlace que forja o capítulo romântico de um Brasil miscigenado. Palavras que navegam sobre um mar de imagens poéticas, descrevendo a dramática travessia nos porões dos tumbeiros. Na embarcação, negros e negras que aqui aportam para transformar e fortalecer as raízes de uma nação. A cada obra, a crônica de um país que abriga a saga dos herois mestiços, do Rio de Janeiro de tantos tipos urbanos e suburbanos, dos homens e mulheres da Bahia de São Salvador, dos valentes desbravadores de um sertão fértil de sonhos...
... e devaneios literários evocados por palavras mágicas, adormecidas à sombra do livro da saudade: “Pirlimpimpim”, “Abre-te-Sésamo”, “Abracadabra!”. Num piscar de olhos, voamos ao tempo do “Era uma Vez... Uma outra vez!”. Adentramos o portal da fantasia. Aqui, a imaginação é a máquina veloz que nos leva a qualquer tempo, a qualquer lugar! Vamos botar o mundo de pernas pro ar em busca da trilha dos contos fantásticos e lá encontrar a cidade dos sonhos, o país das maravilhas, o universo das fábulas inesquecíveis. Veja: bonecos ganham vida... Ouça: a canção do heroi favorito... Sinta: o pulsar da felicidade inocente nas histórias contadas pela avó... Quitutes de palavras que trazem cheiros e sabores da infância, escritas para sempre no coração. É a chave para despertar a criança que nunca deixou de existir em cada um de nós na grande aventura de brincar de viver em...
... um instante: siga o conselho e tome fôlego antes de prosseguir. Pronto? Lá vamos nós. Aqui começa nossa viagem pelo mundo da aventura e do suspense, com personagens e ações se sucedendo num ritmo alucinante para desvendar o intrigante enigma, encontrar o caminho para outras dimensões onde habitam monstros, bruxos e seres sobrenaturais transportados de tempos e espaços imaginários, guiados por engenhosas palavras que nos fazem prender a respiração e, num só fôlego, acompanhar todo o mistério que envolve a trama do primeiro ao último instante, conduzidos por pistas falsas, ciladas, tramas cruzadas, perigos, vilões acuados, quebra-cabeças de peças incompletas, fragmentos que aguçam a curiosidade num ritmo cada vez mais frenético, até que surge... ufa!
A reviravolta.
O desfecho.
A revelação.
“Como é que não pensei nisso antes?” A verdade estava diante dos nossos olhos...
... que avançam no tempo e leem um futuro escrito pelas tintas da incerteza. Ao perder o domínio sobre as máquinas que inventou, o homem vira refém da própria criação. São abertas as páginas das ficções revelando um planeta vigiado por olhos eletrônicos, a serviço do grande Deus-Máquina que zela por nós. Cérebros artificiais altamente avançados, capazes de viajar pelo universo e simular uma realidade tomada pelo caos num cenário futurista. Estaríamos diante do último capítulo dessa nova Odisseia? O futuro dirá...
... que é hora de abrir um novo capítulo, escrever sobre a página em branco a história que escolhermos. Recriar a própria biografia, desvendar no grande livro da vida o segredo da felicidade, do equilíbrio e da paz. Os ensinamentos da Filosofia que nos apontam os caminhos da sabedoria, das bem ou mal traçadas linhas escritas no livro místico do destino. Nascerá, enfim, a obra imortal onde haverá sempre um novo capítulo, uma nova edição. Um enredo infinito, recontado e ampliado cada vez que alguém folhear as páginas de tantas Histórias Sem...
... Fim...

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

As distrações

As distrações no caminho podem causar alívio da pressão quando olhamos para os desafios que temos.
Mas elas podem servir também de motivo para se perder na floresta, e esquecer do alvo.
Menos tempo com coisas que os outros querem
Mais atenção aos seus sonhos
Menos TV, fofoca e sono
Mais espaço para música, ioga e leitura...
Administrar o tempo também é ignorar distrações ...

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Vota na Beatriz


Queria pedir a colaboração de vocês para uma promoção que estou participando. O Walmart está distribuindo livros para os autores mais votados em diversas categorias.
Estou concorrendo em "Infantil" e "Novos clássicos".

Basta acessar o link abaixo e buscar meu nome.

http://voceeoautor.walmart.com.br/

Conto com vocês,

Grata,
Beatriz Vieira

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Biografia de Saramago

Primeira biografia de Saramago será lançada em Portugal
Fonte:
Último Segundo

A primeira biografia do Nobel de Literatura português José Saramago será lançada esta semana em Portugal e pretende ser "uma homenagem à vida e obra do escritor", disse hoje o autor do livro, João Marques Lopes, à Agência Efe. O livro "Biografia - José Saramago", cujo lançamento será na próxima quinta-feira, é baseado na "obra escrita de Saramago, assim como em entrevistas a pessoas próximas" ao escritor, disse Marques Lopes.


Além disso, destacou que a novidade deste livro é que, "até agora, não existia uma biografia de José Saramago, um homem que conseguiu fazer a si mesmo na literatura, apesar de ser de origem humilde".Saramago, de 87 anos, apresentou em outubro do ano passado sua mais recente obra, "Caim", na qual reescreve o mito bíblico homônimo e questiona de uma perspectiva crítica o papel de Deus

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Não se engane com imortais...Nem tudo que reluz é ouro!



O escritor José Sarney é tão ruim que é bom,
CELSO ARNALDO*


Os escritos de José Sarney, semana após semana, estão se consagrando como os piores textos assinados da imprensa brasileira.E incluo aí, além dos jornalões, jornais de bairro. A coluna se insere na categoria “tão ruim que é bom”, aplicada a chanchadas e novelas mexicanas do SBT.
Na coluna intitulada “O scanner corporal” [publicada na Folha de S. Paulo, na sexta, e republicada hoje n’O Estado do Maranhão] ele analisa, como um astuto observador de usos e costumes deste novo mundo, o reforço de segurança nos aeroportos depois do frustrado atentado do nigeriano na véspera do Natal. Sarney ficou fascinado com esse tal scanner que colocaria a nu os passageiros na revista:
“A grande discussão que hoje preocupa a liberdade individual é como manter os direitos de privacidade num mundo em que a tecnologia tudo invade e torna esses direitos inexistentes, acabando com os direitos humanos”.
(É bem capaz de os revisores do PNDH 3 – Programa Nacional de Direitos Humanos – quererem agora incluir no programa o scanner do Sarney, sempre tão preocupado com direitos que repete a palavra três vezes em duas linhas. O PNDH, aliás, já está entrando no assunto).
“Fora do mundo, no Brasil abre-se um grande debate sobre as diretrizes do Programa Nacional de Direitos Humanos e propõe-se até mapear em que momento da história não foram cumpridos, para punição dos responsáveis”.
(A pavorosa sintaxe sarneysista nos revela pelo menos uma novidade geopolítica: o Brasil fica fora do mundo).
Mas, mesmo falando de alta tecnologia, Sarney nunca resiste a uma pitada imperial sem nexo:
“Lembro-me de que, quando os ossos de dom Pedro 1º vieram para o Brasil e percorreram todas as capitais do país, em Recife não quiseram recebê-lo, pois ele fora o repressor da Confederação do Equador e quem mandara enforcar o Frei Caneca. Enquanto discute-se isso, os operadores de controle alfandegário podem tirar as nossas roupas e verificar o que temos demais e de menos”.
(De repente, os ossos de dom Pedro se corporificam novamente na entrada do Recife. Quem é barrado na imigração é o imperador em pessoa, que está magro que dói. Para Sarney, aliás, demais é sempre junto - ao contrário do dividido de menos. Só uma pergunta: o que têm a ver os ossos de Dom Pedro com o scanner?)
“Ora, aqui no Brasil, onde o segredo de Justiça só existe para os que são acusados, o que não valerá passar para a mídia todo segredo da Gisele Bündchen, com direito a Photoshop? Então, os nossos ministros Vannuchi e Jobim estão como a UDN dos meus tempos de jovem: discutindo o sexo dos anjos”.
(Gisele Bündchen, UDN, Photoshop e Vannuchi num mesmo parágrafo, só na cabeça tosca de Sarney, que, em vez do sexo dos anjos, há 50 anos discute a nomeação de apaniguados e porcentagens de comissões nada angelicais. Mas não é que ele acaba nos dando uma grande idéia? Gisele já era, que tal passar para a mídia “todo segredo” da Dilma no scanner, sem Photoshop?)
Começo a arquivar essas pérolas, porque isso dá antologia - afinal, Sarney (alguém lembra?) foi nosso presidente e está próximo dos 80. Iniciei a coleta pra valer pela primeira coluna do ano, que começava assim:
“Já estamos há nove anos no século 21, e parece que foi ontem que se discutia se os computadores rodariam o século ou um tumulto marcaria essas máquinas estreantes no calcular cem anos”.
Um exemplar autografado de O Dono do Mar para o ensaio que melhor explique essa Teoria da Relatividade de José Sarney.
(*) Jornalista; texto publicado na coluna Direto ao Ponto, de Augusto Nunes, na Veja Online

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Revistas

A internet com certeza tem dispensado a circulação de papéis em vários espaços. Porém, ainda existe espaço para impressões de periódicos.
Assim, a dica de hoje vai para as resvistas especializadas em literatura:





Se optar por ler somente no computador, a minha dica vai para OLHAR ALTERNATIVO. Basta se cadastrar no site e baixar as edições em PDF. Em janeiro, a revista de cultura fez um ano de vida.
Aproveite!

Status : ON


Depois de um período de descanso, estou de volta.
Vou tentar aproveitar ao máximo esse espaço para noticiar as informações sobre literatura.
Conto com vocês!!
Abraços
Beatriz